Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Portugal Anos 90

Uma viagem nostálgica pelo universo infanto-juvenil português dos anos 90, em todas as suas vertentes.

Portugal Anos 90

Uma viagem nostálgica pelo universo infanto-juvenil português dos anos 90, em todas as suas vertentes.

10.04.22

As saídas de fim-de-semana eram um dos aspetos mais excitantes da vida de uma criança nos anos 90, que via aparecerem com alguma regularidade novos e excitantes locais para visitar. Em Sábados alternados (e, ocasionalmente, consecutivos), o Portugal Anos 90 recorda alguns dos melhores e mais marcantes de entre esses locais.

images.jpg

Numa edição anterior desta rubrica, falámos da experiência de, em criança, acompanhar os pais ao café; no entanto (apesar de termos, nessa ocasião, abordado a fase posterior da experiência) dedicámos muito pouca atenção às particularidades inerentes à visita a esse mesmo espaço enquanto ainda jovem, mas já mais velho, nomeadamente na época da adolescência.

Apesar de não ser claro se essa experiência continua a ser tão relevante para as novas gerações como o foi para a de finais do século XX e inícios do seguinte, para os jovens daquele tempo, ir ao café com os amigos, e sem o acompanhamento de adultos, era um verdadeiro ritual de passagem para a vida adulta - uma das primeiras vezes em que um jovem em idade de ensino secundário se sentia, verdadeiramente, adulto. A sensação de pedir (e, posteriormente, consumir) esse primeiro café é difícil de transmitir em 'segunda mão' a quem não lá tenha estado, mas quem passou por essa experiência sabe, exactamente, o que sentiu (e COMO se sentiu) nesse momento - e entende por que razão a mesma merece o seu próprio post.

Curioso era que não tardava mais do que um par de anos até essa mesma visita ao café se tornar corriqueira, e o verdadeiro ritual de passagem passar a ser o consumo de cerveja em vez do café, ou como complemento do mesmo; durante aquela pequena janela sensivelmente a meio da adolescência, no entanto, poucas coisas havia mais gratificantes do que tomar o primeiro café, na esplanada, com os colegas de turma, sem que a nenhum ponto alguém questionasse a validade dessa acção, ou sequer pensasse em recusar serviço. Tanto assim, que esta é daquelas experiências que esperamos não terem sido perdidas pelas novas gerações, e que devemos procurar preservar junto das mesmas...

19.08.21

Todas as crianças gostam de comer (desde que não seja peixe nem vegetais), e os anos 90 foram uma das melhores épocas para se crescer no que toca a comidas apelativas para crianças e jovens. Em quintas-feiras alternadas, recordamos aqui alguns dos mais memoráveis ‘snacks’ daquela época.

E numa altura em que o assunto do dia é a retirada das cafetarias das escolas de certos ‘clássicos’ (os pães com chouriço) e outros produtos que nunca nenhum bar de escola teve (se a vossa escola servia pizzas, tiveram mais sorte do que nós...) nada melhor do que prestar homenagem a esses indispensáveis espaços, tal como eles eram na ‘nossa’ década – verdadeiros repositórios de tudo o que era apetecível para as crianças em termos de comida, desde os clássicos bolos (poucos outros países rivalizam com Portugal nesse aspecto) passando por snacks tradicionais como os Bollycaos ou as batatas fritas, até guloseimas como chocolates, pastilhas elásticas ou chupa-chupas, ou ofertas um pouco mais elaboradas, como as sandes de ovo, os rissóis ou os referidos pães com chouriço) isto sem, claro, esquecer os sumos e refrigerantes).

Em suma, qualquer que fosse a opinião de um jovem sobre o que se devia ou não comer no intervalo, era (quase) certo e sabido que o encontraria no bar ou cafetaria da escola; só não havia mesmo sanduíches feitas em casa pela Mãe…

É, assim, mais que merecida esta nossa homenagem a esses espaços que alimentaram milhões de crianças durante toda uma década, fornecendo-lhes sempre aquilo de que elas mais gostavam. Por isso, o nosso obrigado, cafetarias de escola!

30-11-sala-de-alunos-aefml-2003.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub