Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Portugal Anos 90

Uma viagem nostálgica pelo universo infanto-juvenil português dos anos 90, em todas as suas vertentes.

Portugal Anos 90

Uma viagem nostálgica pelo universo infanto-juvenil português dos anos 90, em todas as suas vertentes.

19.03.21

Zyf534.jpg

Façam de conta que os títulos estão em português...

Os anos 90 estiveram entre as melhores décadas no que toca à produção de filmes de interesse para crianças e jovens. Às sextas, recordamos aqui alguns dos mais marcantes.

E que melhor maneira de começar uma retrospetiva de cinema infantil dos anos 90 do que com a líder destacada nesse campo há quase exatamente um século? Ainda para mais quando foi precisamente nos anos 90 que essa mesma companhia produziu e lançou alguns dos seus melhores e mais memoráveis filmes de sempre?

Walt-Disney-Pictures-Emblem.jpg

Sim, hoje vamos falar da Walt Disney Pictures, e do seu famoso período de ‘renascença’ (‘Renaissance’) que abrangeu quase toda a década a que se dedica este blog. Uma era que praticamente não teve filmes maus, e que, em conjunto com as concorrentes Amblin, Warner e mais tarde Dreamworks, contribuiu para que toda uma geração de crianças usufruisse de cinema de qualidade, em media, duas vezes por ano – isto sem contar, claro, com as posteriores reedições desses mesmos filmes em formato VHS ou DVD.

Para perceber a importância deste período da história da Disney para o desenvolvimento cinematográfico de toda uma geração, basta elencar a lista de filmes de animação que a companhia lançou durante a década de 90. São eles: A Pequena Sereia (tecnicamente ainda de 89, mas parte integrante deste lote), DuckTales: O Filme, Bernardo e Bianca na Cangurulândia, A Bela e o Monstro, Aladdin, O Rei Leão, Pateta: O Filme, Pocahontas, O Corcunda de Notre-Dame, James e o Pêssego Gigante, Hércules, Mulan e Tarzan. Isto ainda sem contar com a Pixar, que contribui para esta lista com os dois primeiros capítulos da sua série principal, Toy Story, bem como com o menos bem conseguido, mas ainda divertido, Uma Vida de Inseto.Para além destes clássicos animados, houve ainda um frutífero contingente ‘live action’, mais ou menos bem representado por Abracadabra, Jamaica Abaixo de Zero, as séries Mighty Ducks e Santa Cláusula ou o remake de ‘carne e osso’ dos 101 Dálmatas, entre outros.

disney-90s.jpg

Alguns dos filmes 'live-action' da Disney lançados nos anos 90

Não restam dúvidas, no entanto, de que os filmes animados eram as ‘estrelas da companhia’, sendo que, à exceção de um ou outro filme menor, quase todos os mencionados no parágrafo anterior dariam um artigo por si só. Combinando grandes histórias com uma vertente técnica cuidadíssima e, muitas vezes, revolucionária, estes filmes conseguiam a proeza de apelar, verdadeiramente, a todas as idades, sendo mesmo a única concessão de muitos adolescentes aos filmes ditos ‘para crianças’. E escusado será dizer que, agora que essas mesmas crianças e adolescentes se tornaram adultos, muitas delas contam com pelo menos um destes filmes entre os seus melhores de sempre – embora QUAL varie muito de pessoa para pessoa, e dê mesmo azo a acirrados debates entre amigos ou colegas de trabalho.

Seja qual for a preferência, no entanto, uma coisa é certa – os filmes da ‘Disney Renaissance’ continuam a contar-se entre os melhores de sempre do cinema infantil, ombreando com os clássicos produzidos pela propria Disney em décadas anteriores, e tornando ainda menos válida a justificação de que as atualizações em CGI destes clássicos se devem aos originais já estarem ‘datados’. Não só não estão datados – pelo contrário, ver o Aladdin, O Rei Leão ou o Corcunda hoje em dia demonstra que a animação destes filmes envelheceu magnificamente – como continuam a marcar pontos pelos riscos que tomam e pelo espírito inovador que apresentam. São precisamente estas características intemporais - uma reação direta à crise que o estúdio havia vivido durante as duas décadas anteriores, em que as caríssimas produções em que investiam não tinham a receção nem o retorno desejados - que fazem com que estes filmes marquem gerações sucessivas de crianças, sem nunca perderem a qualidade - e é a ausência das mesmas nos novos 'remakes' que os torna tão frustrantes para quem vivenciou os originais.

images.jfif

As reações de muitos fãs aos inúmeros 'remakes' dos seus clássicos favoritos em CGI.

Infelizmente, este 'Renascimento' não viria a ter continuidade na década seguinte. Antes pelo contrário -  o ‘output’ animado da Walt Disney Pictures durante este período foi a tal ponto irregular em termos qualitativos, que os seus responsáveis acabaram mesmo por optar pelo encerramento do  departamento de animação tradicional; tal como da primeira vez, no entanto, este cenário resultaria num novo fôlego para a companhia, que voltaria à primeira linha da animação para toda a família com filmes como Zootrópolis, Moana, e o fenómeno de popularidade que foi Frozen, talvez o filme 'mais Disney' da Disney desde A Bela e o Monstro, e que reavivou (e em grande!) o conceito e a 'marca' Princesas Disney.

435f6a04-2e56-4d99-8d88-b62680a9dbc3.jpg

Os principais representantes do 'segundo renascer' da Disney, nos anos 2010.

Mas isso já é avançar muito no tempo – por agora, fiquemo-nos pela primeira ‘renascença’ da Walt Disney Pictures, e pela imortal série de filmes animados que a mesma gerou. E como sempre, chegou a hora de serem vocês a partilhar as vossas opiniões – nomeadamente, sobre qual é o melhor filme da ‘Disney Renaissance’ dos anos 90, e porque é que é O Rei Leão. Portanto, força nisso – vamos aos debate!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub