Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Portugal Anos 90

Uma viagem nostálgica pelo universo infanto-juvenil português dos anos 90, em todas as suas vertentes.

Portugal Anos 90

Uma viagem nostálgica pelo universo infanto-juvenil português dos anos 90, em todas as suas vertentes.

31.12.21

Os anos 90 estiveram entre as melhores décadas no que toca à produção de filmes de interesse para crianças e jovens. Às sextas, recordamos aqui alguns dos mais marcantes.

Cada década, desde o início do cinema moderno, tem tido uma série de filmes (quer populares, quer de culto) que se destacam acima dos demais, transcendendo o seu estatuto de simples obra cinematográfica bem conseguida para se tornarem verdadeiros eventos mediáticos. E ainda que, na última década, o advento do Multiverso Marvel tenha tornado a ocorrência deste tipo de filme mais comum do que nunca, a verdade é que, em décadas anteriores, as películas que atingiam este estatuto se contavam pelos dedos de uma mão.

Tomemos como exemplo a década que nos concerne, unanimemente considerada excelente no que toca a produção cinematográfica, mas que ao mesmo tempo ilustra o fenómeno de que aqui falamos; isto porque os anos 90 tiveram muitos BONS filmes, mas apenas uma mão-cheia desses se tornaram marcantes ao ponto de terem impacto, e até moldarem, a cultura popular da década. Deixando de parte os filmes animados, que são sempre um evento independentemente da sua qualidade ou escala, a década teve Matrix, O Dia da Independência, Sozinho em Casa, Parque Jurássico, A Lista de Schindler, O Sexto Sentido, Exterminador Implacável 2, o infame Episódio I de Star Wars, e pouco mais. Até mesmo filmes extremamente populares, como as diferentes aventuras de Batman, A MáscaraSpace Jam, Speed - Perigo a Alta Velocidade ou os dois primeiros filmes das Tartarugas Ninja não chegam ao estatuto das obras acima citadas, visto o seu impacto cultural ter tido lugar, sobretudo, à época da estreia, e progressivamente esmorecido ao longo dos anos.

No último dia da década, no entanto (há exactos vinte e dois anos) estreava em Portugal uma obra que se viria a juntar à restrita lista acima enumerada, ainda que - por razões de 'timing' - apenas na década seguinte. Falamos, é claro, de 'O Projecto Blair Witch', uma obra que, mais do que um filme, foi uma autêntica sensação mediática à época da estreia, e teve influência directa em todo um novo género de filme, que ainda hoje perdura.

transferir.jpg

Realizado e protagonizado por perfeitos desconhecidos - opção que era, em si mesma, parte da inteligente estratégia de 'marketing' em torno do filme - 'Blair Witch' apresentava-se, num primeiro momento, como uma gravação real - no caso, das filmagens de um documentário sobre a bruxa do titulo, captadas em 'primeira pessoa' por três estudantes de cinema, e mais tarde encontradas no local do seu desaparecimento. A primeira parte do filme é, assim, constituída por cenas perfeitamente normais para este tipo de projecto, baseadas sobretudo na interacção entre os três cineastas, antes de as coisas começarem lentamente a descambar, e o terror a aumentar, culminando numa daquelas imagens que constituiu um 'meme' antes de o próprio conceito de 'meme' existir, e que foi parodiada até à exaustão em anos subsequentes.

transferir (1).jpg

Um momento que, no final dos anos 90, só perdia mesmo para 'I see dead people' em termos de volume de referências e paródias mediáticas

Apesar da influência que teve no cinema do novo milénio - tendo, basicamente, ajudado a criar o género hoje conhecido como 'found footage', que 'Cloverfield' e 'Actividade Paranormal' viriam mais tarde a expandir - 'O Projecto Blair Witch' é, à luz de vinte anos no futuro, um filme que parece não merecer todo o 'hype' que teve à época. Talvez por culpa da exaustão do género, e dos 'clichés' introduzidos precisamente por este filme, a obra parece, hoje, algo previsível e até um pouco cómica, ficando a ideia de que, se estreasse hoje na Netflix, seria alvo de um absoluto arraso crítico; em 1999, no entanto, viviam-se tempos diferentes, e o factor novidade de 'Blair Witch' - aliado a uma audiência de adolescentes prontos a serem assustados - foi suficiente para incluir este filme na curta mas honrosa lista de obras transcendentes, quer da década que findava, quer da que dealbava. Razão mais que suficiente para dedicarmos a nossa última postagem do ano de 2021 à celebração do vigésimo-segundo aniversário de uma película muito 'do seu tempo', mas ao mesmo tempo, extremamente influente na História do cinema moderno como um todo.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub