Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Portugal Anos 90

Uma viagem nostálgica pelo universo infanto-juvenil português dos anos 90, em todas as suas vertentes.

Portugal Anos 90

Uma viagem nostálgica pelo universo infanto-juvenil português dos anos 90, em todas as suas vertentes.

25.06.21

NOTA: Este post corresponde a Quinta-feira, 25 de Junho de 2021.

Todas as crianças gostam de comer (desde que não seja peixe nem vegetais), e os anos 90 foram uma das melhores épocas para se crescer no que toca a comidas apelativas para crianças e jovens. Em quintas-feiras alternadas, recordamos aqui alguns dos mais memoráveis ‘snacks’ daquela época.

Apesar de, tradicionalmente, serem poucos ou nenhuns os produtos alimentares directamente alusivos a campeonatos internacionais de futebol (quanto muito, haverá uma ou outra promoção em produtos já existentes, mas sem nunca afectar a ‘essência’ dos mesmos, por assim dizer) houve pelo menos um alusivo ao desporto-rei em si, enquanto conceito lato – e era tão bom, que vale bem a homenagem nesta ‘semana Europeia’.

51-ANeqQoVL._SL500_.jpg

Tratavam-se – aliás, tratam-se, pois o produto ainda existe – dos Cheetos Futebolas, que consistem exactamente naquilo que o nome indica, ou seja, os populares ‘snacks’ de milho da Matutano, mas moldados em formato de bola, em vez dos tradicionais palitos de maior ou menor espessura. À primeira vista, isto pode não parecer nada de extraordinário (certamente nada que mereça um post por si só, especialmente quando ainda há pouco tempo falámos dos snacks da Matutano em geral) mas os Futebolas escondem mais um segredo, que acaba por justificar este destaque – nomeadamente, o facto de serem muito melhores do que os Cheetos ‘normais’.

Passamos a explicar – sabem como os Cheetos sabem, mais do que nada, àquele ‘pó’ laranja de que são cobertos? Ou a pó de queijo, no caso da variante desse sabor? Pois agora imaginem se não fosse esse o caso. Imaginem se os Cheetos soubessem àquilo a que é suposto saberem, ou seja, a milho e queijo; aí têm o sabor dos Cheetos Futebolas. Mais secos do que as outras variantes (no bom sentido) por serem feitos no forno em vez de fritos, estes ‘snacks’ sabem, mais do que nada, a um cruzamento entre Cheetos e os deliciosos precursores dos Doritos, os Fritos – uma mistura que, diga-se, resulta muito, mas mesmo muito bem.

Quando somado à atenção ao detalhe na confecção destes ‘snacks’ (as bolas têm pequenas linhas embutidas, a simular as costuras das bolas de futebol) este factor fazia, e continua a fazer, dos Cheetos Futebolas uma proposta bem atractiva para os fãs de futebol comerem enquanto viam – ou vêem - os jogos de Portugal, o que acaba por justificar a sua inclusão nesta quinzena de apoio à Selecção.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub