Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Portugal Anos 90

Uma viagem nostálgica pelo universo infanto-juvenil português dos anos 90, em todas as suas vertentes.

Portugal Anos 90

Uma viagem nostálgica pelo universo infanto-juvenil português dos anos 90, em todas as suas vertentes.

13.05.24

Em Segundas alternadas, o Anos 90 recorda algumas das séries mais marcantes para os miúdos daquela década, sejam animadas ou de acção real.

Apesar de a maioria das memórias nostálgicas de qualquer geração, pelo menos ao nível da cultura 'pop' e 'mass media', se darem entre a idade de instrução primária e o final da adolescência, há também uma palavra a dizer relativamente a séries, livros ou mesmo músicas assimilados numa fase mais remota da infância, em que os gostos e personalidades se encontram ainda em processo de desenvolvimento. Embora, em regra e por definição, mais simples e lineares do que os conteúdos dirigidos a crianças mais velhas ou jovens adolescentes, estes programas não deixam ainda assim, quando bem produzidos e realizados, de 'cair no gosto' do público-alvo e se tornar, anos mais tarde, parte integrante das suas recordações de infância. A geração 'millennial' não foi excepção neste respeito, tendo os jovens nascidos nos anos 80, em especial, tido acesso a uma vasta panóplia de excelentes séries pré-escolares, da incontornável e icónica 'Rua Sésamo' aos divisivos 'Teletubbies', 'Bananas em Pijamas', 'Castelo da Eureeka', duas iterações diferentes de 'Noddy' ou ainda o programa de que falamos esta Segunda-feira, que, ainda que hoje um pouco esquecido, animou os inícios de noite de grande parte de uma geração.

17889506_KZ3a7.jpegdownload.jpg

O título e personagem principal da série.

Falamos de 'O Urso Teddy', uma produção polaca em animação 'stop-motion' de meados dos anos 80 e que segue as aventuras quotidianas do personagem principal, um simpático urso com uma personalidade muito próxima da do seu público-alvo – inocente e amistoso, mas também ocasionalmente algo irascível – que terminava cada um dos mais de cem curtos episódios produzidos com uma canção de boa-noite, entoada enquanto o próprio Teddy se deitava e concluída, invariavelmente, com o apagar da luz em antecipação do sono. Terá, aliás, sido esta característica, aliada à natureza gentil e bucólica das peripécias de Teddy e seus amigos (relatadas por um único narrador externo que fazia todas as vozes, quase como se se tratasse de um pai a ler uma história a uma criança) que terá motivado a RTP a colocar a série, numa das suas inúmeras repetições, há exactos trinta anos, não nos blocos de animação das manhãs, como seria de esperar, mas próxima da lendária canção do Vitinho, a que servia quase como complemento na 'missão' de enviar os mais pequenos para a cama. As exibições anteriores, no entanto – e também a seguinte, e última, em 1995 – dar-se-iam no contexto esperado, tornando incongruente o 'boa noite' com que Teddy se despedia no final de episódios exibidos às oito e meia...da manhã!

De realçar, também, que esta última série contava já, além dos episódios sobejamente repetidos e conhecidos da juventude portuguesa, com novas aventuras de Teddy e companhia, agora narrados por Jorge Sequerra, que substituía o original e clássico António Montez, e seguia aproximadamente a mesma linha em termos de desempenho vocal. Assim, e como consequência da longevidade da série, haverá hoje portugueses da mesma geração com nostalgia tanto pelo Teddy de Montez como pelo de Sequerra! Fosse quem fosse o narrador, no entanto, as aventuras do urso Teddy terão formado parte integrante da infância remota da maioria dos portugueses de uma certa idade, os quais, ao lerem este post, já terão decerto na cabeça a icónica canção que introduzia e concluía cada episódio. 'Meus meninos...ó-ó...'

Excerto e episódio completo da primeira versão da série, ainda com a icónica canção no original polaco.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub